A Arte Chora

"A Arte Chora."

Sapo cururu da beira do rioVai tomar...

Não é isso que ouviu

Mas eu posso te explicar...

No início o quinhentismo

Literatura de informação

Religião, moralismo alienação?

Acho que não!

No Barroco, Aleijadinho

Obras monumentais

E hoje, quebram imagens

Homem peladoArte? Jamais!

Talvez me digam É Arcadismo!

A natureza, o bucólicoSe transformou em nudismo?

No Parnasianismo as letras bem feitas

Palavras difíceis,rebuscamento

Para os alunos de hoje, tormento!

Falaria do Arcadismo, O Carpe Diem

Romantismo, o amor

Realismo a verdade

Sem medo ou pudor.

Modernismo e suas fases belas

Poesia, o social, as loucuras

Terno, gravata e sandálias

Se fazem isso no teatro, quem dirá pelas ruas?

A semana de Arte Moderna

Teatro cheio, gurda-chuvas

Em meio aos gritos e Urras!

A arte confundida em baderna.

O tempo passou rápido demais

O jovem quer mudar o mundo

Mas não limpa seu quarto imundo

Quem limpará? "Os caretas", seus pais!

Eles trabalham duro

Para um bom futuro

Poder te dar

Você se preocupa com escola

Seus cadernos ou seu celular?

Esta mensagem para seus filhos

Espero agora poder deixar

levante a cabeça, comece a lutar

Pois o tempo é curto, mas nós todos juntos

Podemos o mundo inteiro mudar!

Sapo cururu da beira do rio

Vai tomar...vergonha na cara

Você será o futuro do Brasil!

Sapo cururu da beira do rio

Que soluças tuTransido de frio?

O renascimento da arte

De norte a sul

Do meu Brasil.

Publicado
Visualizações
150
Votos
1