Paulo de Aragão Lins

Sobre o Autor

Paulo de Aragão Lins

Paulo de Aragão Lins

Paulo de Aragão Lins é pastor, escritor, jornalista, dramaturgo, poeta, teólogo, filósofo, psicanalista, comendador e conferencista nacional e internacional. Nasceu em 1942, em João Pessoa, Paraíba. Já escreveu alguns livros, quase todos versando sobre a Bíblia.

Membro desde 22/03/2009 com 28607 acessos ao perfil.
Porpauloaragaolins, August 13, 2012
Depois de tres anos que fiz o primeiro comentário, volta a comentar. Meu conterrâneo ideológico, quero dizer que eu conheci a Terra-Média. Em sonho? Na imaginação? Não! na realidade. Eu vivi na Amazônia, à margem da grande Selva. Muitas vezes de manhã, depois de passar por algumas cobras em minha garagem, dizia para meus dois filhos: "Filhos, vamos buscar o almoço". Nós nos embrenhávamos na floresta quase virgem e buscávamos várias frutas e alguns legumes para nossa refeição. Quase tudo que voce descreve em seu artigo nós encontravamos lá. Era lindo! Graças a Deus que, apesar de várias tentativas para destrui-la, a Jiréia permanece ainda intacta.
Porpauloaragaolins, June 20, 2012
Amigão, você falou um bocado e não esclareceu nada sobre a falsa doutrina do dízimo neotestamentário. Desculpe. Faça uma melhor análise.
Porpauloaragaolins, April 26, 2012
Amado pastor, eu também estudei no SPN há muito tempo. Sinto saudade de tudo o que você citou. Seus artigos são muito bons, muito esclarecedores, principalmente da "fides reformata". Escreva mais, homem, todos nós precisamos de esclarecimentos como os que você apresenta. O Senhor lhe abençoe e lhe guarde. Paulo de Aragão Lins.
Porpauloaragaolins, February 25, 2010
1 de 1 pessoas acharam esta avaliação útil
Beleza, Pastor, gostei demais de seu artigo. O senhor não só tem talento literário como tem uma abençoada sensibilidade espiritual. É bom tê-lo na família de Cristo.
Resposta do autor

Muito obrigado pelo carinho. que Deus lhe abençoe ricamente.

Porpauloaragaolins, September 21, 2009
Puxa, menino, você é um gênio. Li cada palavra do seu candente poema e me transportei para a terra média que eu também amo. Leio livros como os de Tolkien e assisto filmes que mostram a fantasia de muitas terras que poderiam ser nossas. Mas, é isto aí. Se não podemos, vamos sonhar!