ÁRVORE GENEALÓGICA DAS FAMILIAS: LUNA, MARINHO FALCÃO

ÁRVORE GENEALÓGICA DA FAMÍLIA LUNA, MARINHO E FALCÃO FAMÍLIA: LUNA, MARINHO, FALCAO ORIGEM: ESPANHOLA ASSENTAMENTO NO BRASIL LOCAL: FAZENDA CANABRAVA MUNICÍPIO: MISSÃO VELHA – CEARÁ ANO: 1750 PESQUISA COBERTURA: 1750 - 1945 PESQUISADOR: LUIZ DOMINGOS DE LUNA ,- RUA GENERAL SAMPAIO ,02 – CENTRO -AURORA-CEARÁ, - CEP 63.360.000 – TEL 99097013 ESPOSA: MARIA ROSILANGE SANTOS DOMINGOS FILHOS: ALLEX SANTOS DOMINGOS E DAIANNA SANTOS DOMINGOS. NETO: EMANUEL DAVI RIBEIRO DOMINGOS INTRODUÇÃO

O Pioneiro MARCOS MARINHO FALCÃO fez assentamento no Brasil, mais precisamente na Fazenda Canabrava, Município de Missão Velha – Ceará, no ano de 1750. Consta que o pioneiro possuía um sistema familiar polígamo, pois não existia nenhum enlace matrimonial com as diversas esposas que conviviam na condição de esposas, embora as fossem no aspecto clandestino, uma vez que não contraiu matrimônio com nenhuma delas MARCOS MARINHO FALCÃO é pai de JOÃO MARINHO FALCÃO, este por sua vez casou-se com ( nome da esposa não foi encontrado), mas em determinado tempo separou-se extrajudicialmente; a separação se deu pelo fato de JOÃO MARINHO FALCÃO ter tido um caso amoroso com uma concubina ( o nome não foi encontrado), o que não foi aceito pela esposa legítima - Daí a separação JOÃO MARINHO FALCÃO Casou-se oficialmente com sua esposa ( nome não foi encontrado) e deste casamento resultou a seguinte prole: ANDRÉ MARINHO FALCÃO MANOEL MARINHO FALCÃO CÂNDIDA MARINHO FALCÃO Sobre CANDIDA MARINHO FALCÃO nada se sabe - sobre MANOEL MARINHO FALCÃO, conta-se que, quando jovem, abraçou a profissão de músico, contudo em uma das aulas ministradas pelo maestro ( não consta o nome do maestro), houve uma grande discussão entre o maestro e o jovem MANOEL MARINHO FALCÃO , este não aceitando a reprimenda do maestro , passou a agredi-lo, culminando com a morte do mestre, diante dessa situação vexatória, MANOEL MARINHO FALCÃO, buscou esconderijo no Riacho das Cobras e em outros esconderijos, mas não logrou êxito, cumprindo sua condenação na Ilha de Fernando Noronha ( presídio ), após cumprir a pena imposta; Manoel Marinho Falcão tomou destino ignorado, sendo localizado quando já havia constituído família na capital da Paraíba, João Pessoa; mesmo assim, cortou de forma abrupta a ligação com a raiz familiar no Estado do Ceará- vivendo no anonimato familiar durante toda sua existência e sem deixar pistas sobre seus descendentes; porém no mês de novembro de 2001 o redator da Árvore Genealógica conseguiu um exemplar do jornal A PALAVRA, ano XII - nº 207 Campina Grande-Pb 15 a 31 de outubro de 2001, órgão da Folha serviços editoriais Ltda Esc. Central: Rua Dr João Moura 731,fone fax (083)3212815 – São José- Campina Grande-Pb tendo como Diretor Responsável, José Marcos Marinho Falcão( DRT-Pb 129 ). O redator da Árvore Genealógica escreveu para o Dr. José Marcos Marinho Falcão, pedindo informações sobre os descendentes de Manoel Marinho Falcão, mas não obteve êxito, e, até o presente momento (agosto 2005) nenhuma resposta foi dada. Questão aberta para os futuros pesquisadores e estudiosos dos Laços Familiares. ANDRE MARINHO FALCÃO Sobre este, conta-se que era um jovem muito respeitador, opinioso, obediente e acima de tudo de uma profunda religiosidade, pois ainda na Fazenda Canabrava, era conhecido pelos “irmãos da fé”, como um penitente atuante, prestativo, afinado e constante, entretanto estas qualidades não foram o suficiente pra alcançar o Grau de Decurião Mestre de Ordem, que era o seu grande sonho. É importante frisar que o ANDRÉ, mesmo Moço, resolveu surrar a concubina de seu pai. O Genitor sabendo do ocorrido resolveu dar uma surra em ANDRÉ, este gentilmente ofereceu sua camisa como chicote para ser surrado pelo seu pai; sendo que na ocasião ele disse “ o senhor tem todo o direito de bater em mim, pois é o meu pai, cumpra a sua vontade” diante destas palavras o seu pai recuou e deu o caso por encerrado. Este episódio se deu no ano de 1870 na fazenda Canabrava, no município de Missão Velha-Ceará. Sobre o pai de André, JOÃO MARINHO FALCÃO, vale ressaltar que quando já se encontrava bastante enfermo, foi aconselhado por um padre de Missão Velha , Padre Félix Arnaud Formiga; ref. (Álbum Histórico do Seminário Episcopal do Crato, pg 115 Revista dos Tribunes - Rua do Carmo, 56, Rio de Janeiro.) a reatar o casamento com a esposa legítima, mesmo enfermo obedeceu plenamente, pois registra-se que JOÃO MARINHO FALCÃO trouxe a sua esposa para a sua residência e esta por sua vez passou a tratá-lo de maneira afetiva e determinada. Embora não tenha logrado êxito, pois em pouco tempo o SR JOÃO MARINHO FALCÃO faleceu, A esposa por sua vez assumiu a viuvez com luto contínuo, responsabilidade e decência. O nome desta mulher ainda se encontra em pesquisa.

PRIMEIROS LAÇOS FAMILIARES

O Leitor deve ter verificado que na introdução não foi mencionado o nome LUNA , ou FAMÍLIA LUNA , não foi displicência do redator, mas a introdução de uma família que não foi possível ser introduzida, sem a colagem da Família Marinho e Falcão, pois no século XIX, MANOEL FELIPE DE LUNA ALENCAR, residente no sítio logradouro de Missão Velha, resolveu contrair casamento com a Srta. ANA TAVARES SIMÕES, sendo seus filhos: CAETANA TAVARES DE LUNA VICENTE TAVARES DE LUNA ANTONIO TAVARES DE LUNA ALENCAR – DECURIÃO MESTRE DE ORDEM-- PEDRO TAVARES DE LUNA – RAPAZ VELHO- MARIA LUZIA TAVARES DE LUNA NOTA: Com o falecimento de ANA TAVARES SIMÕES, - MANOEL FELIPE DE LUNA ALENCAR, Casou-se com RAIMUNDA CLARA DO AMOR DIVINO GRANGEIRO, Filhos deste casamento: JOSÉ GRANGEIRO DE LUNA- RAPAZ VELHO SALUSTIANO GRANGEIRO DE LUNA – DOM JOAQUIM- ANTONIA GRANGEIRO DE LUNA SANTANA GRANGEIRO DE LUNA CAETANA TAVARES DE LUNA Casou-se com ANDRÉ MARINHO FALCÃO em Missão Velha. Sendo seus filhos: CONSTÂNCIA TAVARES DE LUNA – MOÇÁ VELHA- MARIA LICA TAVARES DE LUNA – MOÇA VELHA- ANA TAVARES DE LUNA - NÂNI- JOANA TAVARES DE LUNA JÚLIA JESUS TAVARES DE LUNA JOÃO MARINHO DE LUNA- JOCA- FRANCISCO MARINHO DE LUNA TEOTÔNIO MARINHO DE LUNA VICENTE TAVARES DE LUNA, Casou-se com MARIA SENHORA TAVARES, sendo seus filhos: JOSÉ DE LUNA TAVARES ANTONIO DE LUNA TAVARES JOAQUIM DE LUNA TAVARES MARIINHA DE LUNA TAVARES ANTONIO TAVARES DE LUNA ALENCAR- DECURIÃO MESTRE DE ORDEM-, Primeiro casamento JOANA TAVARES DE LUNA, esta por sua vez era filha do Alferes João Luiz Tavares, sendo este, descendente direto do Padre Antonio Leite de Oliveira, conforme Livro -Aurora História e Folclore- autor: Amarilio Gonçalves Tavares 1º edição- IOCE - Pg 12 - Sendo os filhos: JÕAO DE LUNA ALENCAR JOSÉ DE LUNA ALENCAR MANOEL DE LUNA ALENCAR DOMINGO DE LUNA ALENCAR LUIZ DE LUNA ALENCAR RAIMUNDO DE LUNA ALENCAR MARIA LUIZA DE LUNA ANA ANUNCIADA DE LUNA ESPERANÇA JOANA DE LUNA MARIA CONCEBIDA DE LUNA LÍDIA JOANA DE LUNA MARIA LUZIA TAVARES DE LUNA Casou-se com MANOEL TAVARES DE LUNA. Sendo filha MARIINHA TAVARES DE LUNA SALUSTIANO GRANGEIRO DE LUNA - *DOM JOAQUIM * ref: Ingressou na Ordem Beneditina ordenado sacerdote no dia 04 de janeiro 1910 – Rio de janeiro - Mosteiro de São Bento. Faleceu no Mosteiro de São Bento Rio de Janeiro no dia 22 de novembro de 1969.dados: As quatro ordens menores: a primeira a 17 de junho de 1905 a segunda 01 de novembro 1905, a terceira a 22 de dezembro de 1905 a quarta 16 de março de 1907, o diaconato 19 de dezembro 1908, e o presbiterado 04 de janeiro 1910. Todas essas ordens sacras, desde a primeira tonsura, forma conferidas por D. GERARDO VAN CALOEN. No dia 06 de janeiro celebra a primeira missa solene no altar mor da abadia, às 9 horas, Ao evangelho pregou o sr bispo do Maranhão, DOM ANTONIO XISTO ALBANO maiores informações sobre SALUSTIANO GRANGEIRO DE LUNA, Consultar os livros O Menino Caipira que se fez monge – Dom Joaquim Grangeiro de Luna, OSB, Notas sobre o Tio Monge escritas por Padre Luna, - Missão Velha, 1979, Epístolas Secretas a Família Luna, *Marina de Portugal, O Centenário de Nascimento do Restaurador da vida Beneditina no Brasil,Dom Geraldo Van Caloen O.S.B.XIII 138-14,Os Monges Beneditinos No Brasil, edições “ LUMEN CHRISTI” Rio de Janeiro, 1947, coleção monástica vol.II, e outros que o redator está pesquisando. ANTONIA GRANGEIRO DE LUNA Casou-se com JOAQUIM CARNEIRO DE LUNA SENDO FILHOS??????? SANTANA GRANGEIRO DE LUNA Casou-se com AGOSTINHO TAVARES DE MEDEIROS, SENDO FILHOS: MARIA LUNA TAVARES MANOEL LUNA TAVARES JOSÉ LUNA TAVARES RAIMUNDO LUNA TAVARES ANTONIO LUNA TAVARES RAIMUNDA LUNA TAVARES FRANCISCO LUNA TAVARES, - Pe. LUNA ref:. ordenado sacerdote na cidade de Fortaleza no dia 04 de dezembro de 1949, primeira paróquia Parambu - Ce, segunda Iguatu, em seguida foi professor no seminário São José-Crato-Ce, assumiu a paróquia Menino Deus – Aurora – Ceará; no dia 2 de fevereiro 1953 em 1971 assume a paróquia de Missão Velha - Ce, Faleceu no dia 7 de fevereiro de 1980, seu corpo foi sepultado na igreja são José em Missão Velha-Ceará). Ref. livro Uma Breve História de Aurora - Ceará pg 54-Jean Tavares 1993- GRAFICA ROYAL LTDA- Juazeiro do Norte-Ce ANA TAVARES DE LUNA -NÂNI Primeiro Casamento ANTONIO DE LUNATAVARE.S Sendo seus filhos: MARIA TAVARES DE LUNA JOSÉ TAVARES DE LUNA ROSA TAVARES DE LUNA EMENDA (01) /////////// Vale ressaltar que Antonio de Luna Tavares é irmão de José Tavares de Luna, sendo que José Tavares de Luna casou-se com Ângela Tavares de Luna, sendo filhos: MANOEL TAVARES DE LUNA HORÁCIO TAVRES DE LUNA VICENTE TAVARES DE LUNA LUNA TAVARES DE LUNA SINHÁ TAVARES DE LUNA JÚLIA TAVARES DE LUNA FRANCISCA TAVARES DE LUNA ISABEL TAVARES DE LUNA MANUEL TAVARES DE LUNA Casou-se com AMÉLIA TAVARES LEITE, sendo filhos: SOCORRO TAVARES DE LUNA JOSEFA TAVARES DE LUNA ASSIS TAVARES DE LUNA FRANCISCO TAVARES DE LUNA EDÍSIO TAVARES DE LUNA JOANA TAVARES DE LUNA ÉDSON TAVARESDE LUNA MARISTELA TAVARES DE LUNA ANTONIO EDGLÊ TAVARES DE LUNA DEMONTIER TAVARES DE LUNA FINAL DA EMENDA (01) ////////// NOTA: Com os falecimentos de ANTONIO DE LUNA TAVARES , (esposo de Ana Tavares de Luna – Nãni) e JOANA TAVARES DE LUNA, (esposa de Antonio Tavares de Luna Alencar – Decuriao) -ANA TAVARES DE LUNA - NÂNI- Casou-se pela última vez com seu tio ANTONIO TAVARES DE LUNA ALENCAR- DECURIÃO MESTRE DE ORDEM- Deste casamento não teve filhos JOANA TAVARES DE LUNA Casou-se com MIGUEL TAVARES BALBINO, Sendo seus filhos: DONA TAVARES DE LUNA JISUS TAVARES DE LUNA MARIA SOCORRO TAVARES DE LUNA ALICE TAVARES DE LUNA ALZERINA TAVARES DE LUNA FRANCISCO TAVARES DE LUNA JOSÉ TAVARES DE LUNA JÚLIA JESUS TAVARES DE LUNA Casou-se com NAZARO GILDÓRIO DA CRUZ, Sendo seus filhos: MANOEL NAZARO DA CRUZ FRANCISCO NAZARO DA CRUZ JOSÉ NAZARO DA CRUZ DIOCLÉCIO NAZARO DA CRUZ SEBASTIÃO NAZARO DA CRUZ ODILON NAZARO DA CRUZ NENZINHA NAZARO DA CRUZ SINOBRE NAZARO DA CRUZ NEUZA NAZARO DA CRUZ JOAO MARINHO DE LUNA - Casou-se com ESPERANÇA JOANA DE LUNA, Sendo seus filhos: FRANCISCO MARINHO DE LUNA EXPEDITA MARINHO DE LUNA JOANA MARINHO DE LUNA CAETANA MARINHO DE LUNA MARIA MARINHO DE LUNA ANTONIO MARINHO DE LUNA PEDRO MARINHO DE LUNA ANDRÉ MARINHO DE LUNA FRANCISCO MARINHO DE LUNA Casou-se com MARIA CONCEBIDA DE LUNA Sendo seus filhos: FRANCISCA MARINHO DE LUNA ANTONIO FRANCISCO DE LUNA JOSÉ FRANCISCO DE LUNA CHAGUINHA FRANCISCO DE LUNA LUIZ FRANCISCO DE LUNA RAIMUNDO FRANCISCO DE LUNA TEOTÔNIO MARINHO DE LUNA Casou-se com MARIA LUIZA DE LUNA Sendo seus filhos: RAIMUNDA CAETANO DE LUNA ELE NASCEUEM EM1900 OLINDINA CAETANO DE LUNA ELA NASCEU EM 1894 MARIA DO CARMO CAETANO DE LUNA ELE 20 ANOS ELA 26 MARIA ESTER CAETANO DE LUNA CASAMENTO DATA 1920 ESPERANÇA CAETANO DE LUNA JOSÉ MARINHO DE LUNA MARIA LUIZA DE LUNA Primeiro casamento com JOAQUIM BAPTISTA DE LUNA, este faleceu no dia 19 de março de 1920. Do Casamento nasceram dois filhos: ANDRÉ BAPTISTA DE LUNA ( falecido ainda criança ) ANTONIO BAPTISTA DE LUNA *NOTA REFERÊNCIA, INÍCIO DA EMENDA 02//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////// DADOS BIOGRÁFICOS: Nasceu no Sítio curralinho, município de Aurora-Ce; no dia 30 de julho de 1918, teve uma infância muito ligada aos valores do sertão, pois registra-se que acordava muito cedo para os trabalhos no baixio, plantio, cultivo de frutas do seu padastro ( TEOTONIO MARINHO DE LUNA); bem como realizava outras atividades campestres da época como: pastorar passarinho, ordenamento das vacas, cultivo de cereais e criação de eqüinos e suínos, Segundo Raimunda Caetano de Luna irmã mais velha do garoto as relações entre o infante e o padastro não era das melhores, informações estas, que chegaram aos ouvidos do Monge Beneditino Salustinano Grangeiro de Luna, este por sua vez, veio verificar a relação do padastro/garoto, em 1922 e 1923, resolvendo providenciar a viagem do menino para o ano de 1926, tempo oportuno para começar os estudos, o que de fato aconteceu, pois em 1927 já estava matriculado numa escola no Rio de Janeiro.. Segundo Chico de Joca em uma das cartas enviadas a família LUNA pelo Monge Beneditino Dom Joaquim Grangeiro de Luna, OSB, foi noticiado que houve uma discussão entre Antonio Baptista de Luna e um colega de sala de aula, Tomando Antonio Batista de Luna, destino ignorado, mas que, em pouco tempo foi localizado pelo Monge nas areias das praias cariocas, voltando aos bancos escolares, passando a ser um aluno dedicado, estudioso, aplicado, embora antes, tenha passado por um estágio de correção disciplinar no Mosteiro de São Bento, Rio de janeiro, aos cuidados de D. Joaquim Grangeiro de Luna,OSB, Prior do Mosteiro.. Crescendo em sabedoria, e inserido no estudo sistemático, finalmente no mês de dezembro de 1947 recebe o diploma de Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, com inscrição na OAB-Rj no dia 18 de maio,1949, número 7244. Jornalista profissional, inscrito no Sindicato dos Jornalistas profissionais do Rio de Janeiro no dia 02 de setembro, 1952, com matricula nº 4245, com categoria efetiva. Atuação Política Militou na Frente Integralista com Plínio Salgado, chegando a ser perseguido por não abrir mão de seus ideais políticos, culminando com sua prisão em uma fortaleza militar, perdendo um pulmão, contribuindo assim para seu falecimento precoce em 1970 Falecimento: Hospital Escola “ Raphel Paula Sousa” cidade do Rio de Janeiro No dia 05 de outubro 1970 às 5: 30 min. Causa mortis: insuficiência cardíaca e T. Pulmonar, cujos restos mortais se encontram no cemitério São Francisco de Paula na cidade do Rio de janeiro-Rj Enlace matrimonial Casou-se no dia 27 de março, 1943 com A Srta ZÉLIA SANT’ANNA DE LUNA FILHOS: LUIZ CARLOS SANT”ANNA DE LUNA, nasceu no dia 24 de maio de 1944 em são Paulo Capital, Bacharelado em Direito, funcionário Público Estadual e inspetor de polícia civil Casou-se com MARLUCIA DE SOUSA LUNA em 20 de dezembro 1974. Deste casamento nasceu a filha ANA LÚCIA DE SOUSA LUNA, nascimento no dia 01 de março 1978, no Estado do Rio de Janeiro. No ano de 2002 formou-se em Medicina Atualemte cursa o 5º ano de Direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ – FINAL DA EMENDA 02 REFERÊNCIA 02////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////// JOÃO DE LUNA ALENCAR Casou-se com JÚLIA RANGEL DE LUNA Sendo Filhos: ANTONIO RANGEL DE LUNA EXPEDITA RANGEL DE LUNA EDILVA RANGEL DE LUNA JOSÉ TAVARES DE LUNA FRANCISCO TAVARES DE LUNA FRANCISCA TAVARES DE LUNA JOSÉ DE LUNA ALENCAR Casou-se com MARIA BENÍCIO DE LUNA, sendo seu filhos: JOANA BENÍCIO DE LUNA JÚLIA BENÍCIO DE LUNA JOSEFA BENÍCIO DE LUNA JOSIAS BENÍCIO DE LUNA JOSÉ BENÍCIO DE LUNA JOAQUIM BENÍCIO DE LUNA VICENTE BENÍCIO DE LUNA MANOEL DE LUNA ALENCAR Casou-se com VICÊNCIA BENÍCIO DE OLIVEIRA sendo seus filhos: ALEXANDRE BENÍCIO DE LUNA CONSTANTINO BENÍCIO DE LUNA PAULO BENÍCIO DE LUNA FRANCISCA BENÍCIO DE LUNA BEATA BENÍCIO DE LUNA NEIDINHA BENÍCIO DE LUNA DOMINGO BENÍCIO DE LUNA Casou-se com LICA CARNEIRO AQUINO sendo seus filhos: JOSÉ CARNEIRO DE LUNA FRANCISCA CARNEIRO DE LUNA TEREZINHA CARNEIRO DE LUNA LUIZ DE LUNA ALENCAR Primeiro casamento com ANA TAVARES DE LUNA sendo seus filhos: ANTONIA TAVARES DE LUNA VICENTE TAVARES DE LUNA RAIMUNDO TAVARES DE LUNA LUIZ DE LUNA ALENCAR Segundo e último casamento com MARIQUINHA TAVARES DE LUNA, Sendo seus filhos: JOSÉ TAVARES DE LUNA FRANCISCO TAVARES DE LUNA JOANA TAVARES DE LUNA IRINEU TAVARES DE LUNA ANTONIO TAVARES DE LUNA RAIMUNDO DE LUNA ALENCAR Casou-se com MARIA TAVARES DE LUNA sendo seus filhos JOANA TAVARES DE LUNA –VIUVA- ADELINA TAVARES DE LUNA MARIA TAVARES DE LUNA MARINHO FRANCISCA TAVARES DE LUNA MARIA DO SOCORRO TAVARES DE LUNA VICENTE ALENCAR DE LUNA ANTONIO ALENCAR DE LUNA JOSÉ DE LUNA ALENCAR JOÃO DE LUNA ALENCAR ANA ANUNCIADA DE LUNA Casou-se com ALFREDO BENÍCIO DE OLIVEIRA, Sendo filhos JOANA BENÍCIO DE LUNA JÕAO BENÍCIO DE LUNA MARIA JOSÉ BENÍCIO DE LUNA FRANCISCA BENÍCIO DE LUNA LÍDIA JOANA DE LUNA Casou-se com VICENTE TAVARES DE MEDEIROS, Sendo Seus filhos: JOAQUIM TAVARES DE LUNA- QUINCO- JÕAO TAVARES DE LUNA –DÃO RAIMUNDA TAVARES DE LUNA - LETRINHA ROSA TAVARES DE LUNA Casou-se com VICENTE LEITE DE BRITO, sendo seus filhos: JOÃO LEITE DE BRITO JOSÉ LEITE DE BRITO – LETRINHO- JOSÉ LEITE DE LUNA ANTONIO LEITE DE LUNA FRANCISCO LEITE DE BRITO FRANCISCA TAVARES DE LUNA RAIMUNDO LEITE DE BRITO VALDELICE TAVARES DE LUNA CARMELITA TAVARES DE LUNA ANTONIA TAVARES DE LUNA FRANCISCA TAVARES DE LUNA

Publicado
Visualizações
8.597
Votos
3