Comentários (7)
Por

PREVENÇÃO E PPRA
Realmente, creio que o articulista se não fechou o assunto a esse respeito chegou bem próximo disso. Não há dúvidas que um PPRA para ser eficiente precisa ser bem mais abrangente que apenas analisar riscos físico, químicos e biológicos. O fato da NR-09 definir apenas esses riscos (por serem indicadores de insalubridade) não significa que o programa deva citar apenas esses riscos. Os profissionais precisam sair da eterna sala de aula e adquirir uma consciencia prevencionista, acima da técnica e da legislação.
Por

A nossa Escola Brasileira
Heitor Borba, meu "padrinho" de profissão e o pai da Escola Brasileira de Segurança do Trabalho, onde os riscos ergonômicos/psicossociais e mecanicos/de acidentes possuem a mesma importancia dos riscos clássicos;

Continuo aprendendo contigo companheiro,
Grande abraço
Por

Criticar sem ensinar não é construtivo
Concordo com o EST Sérgio, em toda área há bons e maus profissionais e não é depreciando o trabalho de outros profissionais que vamos melhorar isso;
Peço aos colegas que em vez de criticar, faça como o colunista, ensine, repasse seus conhecimentos para que outros possam aprender e desenvolver bem suas atividades.

Quanto ao artigo, não há dúvidas a respeito da colocação do Heitor, até por bom senso percebemos a necessidade de citação dos demais riscos, além dos clássicos.
Por

briga antiga
Essa mania de TST dizer que "engenheiro não sabe nada" e "......do engenheiro fulano de tal ficou uma porcaria",convenhamos vão fazer um curso,depois um mestrado e depois um DOUTORADO quem sabe um PHD e aí sim julgar quem sabe ou não sabe.
Por

Riscos do PPRA
Ouvi dizer que os PPRA de SP e RJ elaborados por EST são umas porcarias. Numa loja, o PPRA foi elaborado apenas nas etapas de reconhecimento e divulgação, concluíndo que "não há riscos ambientais". Enquanto isso, as vendedoras sofrem com problemas circulatórios (varizes e edema nos membros inferiores), ortopédicos (articuações e coluna)e perdas auditivas (ruído dos caixas de som da propaganda). O pior é que os fiscais de lá aceitam esses programas lesivos da saúde do trabalhador. Lamentável.
Por

Riscos
Realmente, os riscos no PPP devem ser conforme o Manual Doenças Relacionadas ao Trabalho, do Ministério da Saúde. Mas a definição desses riscos aplicada a cada função/atividade deve ser especificada no PPRA. Por isso devem constar do PPRA. Preencher PPP sem embasamento em documento algum (nem que seja uma CAT), constitui crime de falsidade ideológica.
Por

Experiência
Nessa área de segurança do trabalho experiencia em carteira não significa muita coisa. Admitimos recentemente um Engenheiro de Segurança com 25 anos de profissão que não sabia nada de segurança. Depois descobrimos que nas empresas anteriores, apesar de ser registrado como Engenheiro de Segurança, sua função verdadeira era Engenheiro de Manutenção. A vantagem do Consultor é que trabalha realmente na área.

Comentar Ver todos 7 comentários