Revista Espia - Novos correspondentes no RS, RJ e PE contratados. Leia as urtimas

Frio de trinca as orelhas -

Com muita satisfação nós aqui do  Rio Grande, da cidade de Nâo Me Toque,   participá da Revista Espia. Não se assuste  - o nome da cidade é mesmo este.  Mas se voce viim visitá nossa cidade vai perceber que somos pessoas simples e este nome não combina nada com nossa hospitalidade.  Pode tocar, mas com respeito por favor. 

Aqui estamos com um calor de largatear, depois  de um frio tremendo do ultimo ano. Foi um frrio de renguear  cusco.  Bá! Mais foi tão forte o frio que  até gautcho acostumado planejava mudar de mala e cuia para Minas Gerais.  A neblina foi tão forte que atrapalhou a sinaleira.  Muitos motoristas não viram que estava vermelho e passaro direto causando acidentes.

Com tanto acidentes as oficinas de chapeação faturaram altas pilas.  Era carro batido todo os dia, principalmente em Porto Alegre. E nas lombas, é onde os acidentes mais aconteciam porque o asfato ficava escorregadio.   Um amigo que mora ao lado da lancheria Hamburgão, nos disse que só na sua rua, que é uma lomba, testemunhou com seus proprios olhos, não foi de outro, mais de 15 acidentes no  inverno passado. Vale lembrar que na sua rua a padaria  do Bodoque   produz um cacetinho de 100 gramas tão  saboroso que vem gente de otras parte da cidade  prá comprá o tal.  Também são especializados em doces,   e o que vende mais é o negrinho de chocolate.

Como sempre os hoteis de Gramado e o comercio riro sem pará.  Com tanta gente chegando de otras partes deste Brasilsão para experimentá o nosso famoso chimarrão.  Um sujeito de São Paulo quando experimentó, perguntou se não podia botá um pouco de açuçar porque  a erva tava amarga.  Bá! Que barbaridade botá açúcar no chimarrão.  Vai rachá lenha!, como diz Paulinho Micharia. .

Balas perdidas são encontradas em  Queimados

Muito bom dia geeente.  Muito legal essta aberrrtura pra noiiis participá desssta Revissta.  Aqui em Queimadosss como vocess sabem tambem tem problemass de sigurança.  Ja foi osss tempo que  nóisss saimoss tranquiloss prá tomar sorvete com a familia no domingo a tarrde.   Cara a coisa tá feia, que até de dia dá medo de botás as cara na rua.   Como temoss que trabalhá, não tem outro jeito,  temosss que saí e corremoss o rissco de serr vitima de balass perdidass.  O goverrno federal decretô a interrrvenção na hora cerrta.  Isssperamos que a situação melhore, porque piórrr num póde ficá.  Ja tinha sido convidado para parrrticipárr dessta Revista, maiss o meu computador foi roubado e só agora consegui um financiamento e comprei outro novim.  Ispero que este num seja robado.   Istou até usando um disspositivo de sigurança para amarrá ele com um cabo de aço. Si quisé levá, só quebrando.

Birga feia na Lagoa dos Gatos (Pérnambuco)

Oxe qui aligria pudê iscrevê presta Revista.

Enquanto o nosso cumpanhero do Sul  réclama de  frio, por aqui o tempo está abestalhado - Um dia faz um calor de rachá a molera e notro  cai  um poco a temperatura, mas num chóve muito não. A tardezinha o amarelo queimado no horizonte é uma beleza e logo vem a noite.  Ai é hora dos  home que trabaiaro  no mandiocal se aprumá  e ir para a pracinha  da cidade de Lagoa dos Gatos onde nós vévi, cunversá um poco e comê bolacha de goma.

.  Avalie só se tem condição.    Estes dias veio um abestalhado  por nome Raimundo  vulgo Lamparina, que entro numa arenga por poca  coisa. Tava  fazendo hora com  um colega amancebado e  chamô  o cabra de baroté. Eu bem que avisei aquele boca de tramela para controlá a lngua mais feiz poco caso. Eu tava lá a vi tudim.

O otro  num gostô da brincadera e o pau quebro.  Saiu até golpe de pexera. Deu  inté na Télévisão  do Recife.   A  Puliça chegô e levô um pro hospital e outro pro xilindró.  O adevogado dele já entro com um Abre os corpus mas a juiza ainda num determinô.

Sempre a mema discurpa

Dispois que começô a operassão Lava Jato as palavras que os acusado mais diz pra imprensa quando preguntado sobre o envorvimento em propina é - nunca, jamais, desconheço, num altorizei ninguem recebê, num sei, é trama do acusadô, etc.

Enquanto isto os que estão preso e doido prá saí, contam tudo nos minimos detalhes, admitem serem réus e curpados. Craro que a opinião pubrica credita mais nesses do que naqueles (os acusados).  Até hoje ninhum acusado   foi home prá decrará - Sim, eu fiz tar e tar e  vou pagá prá justiça meus erro.

Fata de sinceridade é o que farta no Brasil.

Intervenção no Riu

O guverno federar decretô intervenssão na Puliça Civir e Militar do  Riu de Janero.  Dispois do  Carnavar foi decretada porque o presidente Treme num quiria dexá os cariocas  amuado.  Isperô acabâ a festa e entonces decretô Estado de Calamidade púbrica.

Os sordado já cumeçaro a trabaiá duro, realizando operassão em argumas comunidades mais pirigosa como  Vila  Quenedi e Coreia do Norte na zona oeste.  Os militar  tão  verificano os documentos de todo mundo que sóbi e  desci. Se  tivé passaje pela poliça é encanado na mesma hora,  sem lero lero. Nome sujo no SPC ou SERASA num tem probrema. Passaje garantida.

Como sempre, já tem gente do ministerio púbrico criticando dizendo que  isto perjudica os direitos humano dos cidadães das comunidades afetada.  É sempre a mesma estória – quando os cidadãos tão levando chumbo da bandidada, esse pessoar nunca aparece para dizê nada.  Mais quando vão cutucá a casa do marimbondo,  eles começam a isperniá e fazê critica.  Dá até prá descunfiá desta gente.  O povo que mora nos lugá afetado  num dão entrevista nem faiz festa com a chegada dos sordados, pois isto é pirigoso prá sigurança deles.  Arguns moradô queria comemorá mais mudaro a cabeça.  É mió num falâ nada prá num arrumá confusão com o chefes do trafégo de drogas.  

Já tem gente dizeno que o Presidente Tremer tá aproveitando a perigosidade do Riu de Janero prá se lanssá candidato  em Otubro.   Tremer si defende dizeno que o probrema  num é esse e que  tá doido prá se apusentá. Num guenta mais 4 anos de probremas e tanto amigo farso do seu partido.  Qué disfrutá de uma veíce  nos brassos  da esposa 50 anos mais jóve.

 

Jogos de frio na  Coreia

Os jogos de Frio que acontece  gerarmente nos meses de Inverno na Coreia do Sur tá quase terminando.  Muitos atretas já  ganharo medalhas de oro, prata e bronze.   Os atretas da Russia  num pudero participá desta veiz dibaixo da bandeira do país pois forô incriminado  de estarem chapados com  remédios estimulante e tomando Red Bull antis das compitição.

Muitos atretas Sucoreanos  foro premiado.  O Brasir como num entende nada de frio a num sê  os  gauchos de  Gramado, no Rio Grande do  Sur,  num fizero bunito.  Uma patinadora tava ino beim mas levô um tombo no finar e num ganho nem medaia de latão. Mais o importante é participá, sigundo diz os que nunca ganha nada.  

Lavaje de dinhero

Uma empregada  duma  lavaderia na Avenida Paulista, lugar chique  de Sao Paulo,  foi dispidida dispois que os dono  descubriro que ela   tava lavando  dinheiro.    Mais  num era dinhero sujo.   Era honesto.

Sigundo o dono do istabelecimento dispois  que fechô o cachá no finar do dia, num deu tempo de i pro banco depositá. Colocô o dinheiro num saco  dentro  dum armário. No dia siguinte ia  depositá.

Mais a empregada que chegô bem cedim no otro dia,   pensó que ropa suja   e colocô na maquina de lavá.   Quando o dono foi pricurá o saco disaparecido, levô um sustão tremendo.  Sorte que  o dinheiro era de prastico  e colocaró na maquina de secá.  Mas ele num perdoô. Mando ela  imbora no  dia siguinte por farta de atenção.

Cer o num cê, eis a questão

  A situação do eisprisidente Lula, mais conhecido como   Luis Inacio da Sirva, ainda tá imprevisive.  Tem gente apostano que ele vai sê preso dentro de poquim tempo.  Os petistas mais roxos, inséste que  Lula vai sê candidato, vai ganhá de lambuja e vai vortá para Brasilia.  Vai mandá prendê os procuradô que  ofendero sua morar.  Só que desta vez já avisô que  num vai levá os cacarecos que estão no deposito da Granero de vorta pra Brasilia  e num vai mais aceitá tranquera si for prisidente de novo.

 Lula  insésti na sua inocença e diz que num tem  tripéquis no Guarujá nem em Praia  Grande (que lugá mais feio). Num tem sitio em Atibaia,  nem  apartamento estra em Sao Bernardo no v predio que vévi. Diz que  o instituto Lula nunca  teve  prano de mudá e nem recebeu nada da Odebrete e ÓAÉSSE.    

Diz que é tudo pirsiguição  proque as elite num qué ele  vorte sê prisidente.   O movimento dos Sem Terra, dos Sem Teto,  dos Sem Emprego, dos Sem Vergonha, dão todo apoio a sua candidatura.  E por falá em Sem Teto, o prisidente do Movimento   Guilherme Bolos   diz que  vai se candidatá pra  eleissão de Prisidente da Repúbrica pelo PISSOL.    

Internacionar

Dispois que um  moço  revortado sem pai nem mãe,  mató por lo menos 17 pessoas entre istudante e professores na Frórida, Estados Unidos,  começô di novo a historia sobre o controle de armas.   

Muitos eleitores de Trump tão revortado com ele porque  deu parecê que vai fazê arguma coisa prá controlá o mata-mata.   Tarvez vão mudá argumas coisa como por exemplo,    menor de 21 anos num poderão comprá armas.    Isto na verdade num significa progresso porque gente  doida de 18 ou 21 num faiz muita diferença.  É tudo farinha do mesmo saco.

Tambem tão pensando em mudá as regras prá comprá munição especiar.   De  um lado estão os caçadores e donos de arma que num qué ninhuma intromissão do guverno nos nigócios.  Do outro estão os pobre coitado que num tem arma e poderão ser as próssima vitima do bangue bangue moderno.  

A poderosa Associação dos Rifres, que é contra quarquer medida de controle, diz que é mais  mió os professô comprá arma e levá prá iscola.   Craro que eles apoiam esta idéia.  Dissero que assim as Iscola vão ficá mais sigura e se argum doido começa a atirá os professô manda chumbo de vorta e acaba a cunfusão.

Já imaginaro quanto professô  tem nos Estado Unido?  Si cada um deles comprá uma garucha,  o nigócio de arma vai isquentá.     Arguns argumenta que prá comprá arma o sujeito tem que fazê teste pissicológico.  Se faiá  num tem arma. Só de prástico.

A maioria dos pastores americanos tão do lado do povão e diz que muitas armas tão indo pro inferno com esta matança.  morrendo sem sarvação.    Eles estão programando uma passeata em Uóshinton, em frente a Casa Branca. Já mandaro  fazê faixa com os dizê -  Menos arma na mão de jovem pirado. Mais corpo, arma e espiritu preservado. 

 

 

A Revista Espia num tem quarquer conequição com a Revista Veja -  da Editora Abrir Curturar.  Nóis somo independente e num somo afiliado de ninhum partido  pulitico, seja de isquerda, direita ou canhoto.  

Publicado
Visualizações
469