Atributos da Logosofia

Atributos da Logosofia Esta nova ciência é sabedoria criadora, porque os conhecimentos que dela emanam lhe são consubstanciais em sua totalidade: formam um todo indivisível e imutável. Sustenta seus ensinamentos com o extraordinário vigor de sua força estimulante e apoia cada uma de suas verdades na evidência de sua realidade incontestável. Seu nome reúne numa só palavra os elementos gregos logos e sofia, que o autor adotou, dando-lhes a significação de verbo criador ou manifestação do saber supremo, e ciência original ou sabedoria, respectivamente, para designar uma nova linha de conhecimentos, uma doutrina, um método e uma técnica que lhe são eminentemente próprios. A Logosofia constitui-se em fonte de explicação das causas, dos princípios e de toda outra indagação apresentada à inteligência humana. A sabedoria que caracteriza a Logosofia surge espontânea e puríssima da própria Criação, onde teve origem a ideia-mãe que engendrou seus conhecimentos, de transcendência ímpar para a vida do homem. A ciência logosófica não desconhece o valor que puderam ter ou representar os diferentes sistemas que compõem o acervo filosófico; mas afirma que nenhum deles constituiu um caminho para o conhecimento de si mesmo e do mundo transcendente. Serviram para sustentar a moral, que de época em época corria o perigo de desabar, sendo cada sistema um degrau que se acrescentava para que os homens o pudessem escalar, depositando nele novas esperanças, enquanto experimentavam, até onde era possível, o que havia de certo, de prático e vantajoso na teoria ou no método de mais recente surgimento. Ao trazer à luz os conhecimentos que surgem de sua própria fonte, a Logosofia prescinde de todas as teorias conhecidas, e o faz deliberadamente por duas razões essenciais: porque sua originalidade impõe isso e para evitar a confusão que perturbaria o livre desenvolvimento do campo mental ao produzir-se a mistura de sementes de distintas origens. Trata-se de uma ciência nova e concludente, que revela conhecimentos de natureza transcendental e concede ao espírito humano a prerrogativa, até hoje negada, de reinar na vida do ser a quem anima. Conduz o homem ao conhecimento de si mesmo, de Deus, do Universo e de suas leis eternas. A busca da verdade tem durado milênios. Entretanto, embora os frustrados esforços e ilusões de muitos fossem ficando pelos diversos caminhos percorridos com esse propósito, a chama inextinguível da esperança nunca deixou de alentar a alma das pessoas. Extraído do Livro Logosofia: Ciência e Método, pág. 15
Publicado
Visualizações
303