A VISÃO MACRO.

A visão macro é a visão do todo, a que está mais distante de você, aquela que geralmente e mais facilmente pode ser manipulada; aquela que geralmente nos leva a enxergar o que parece ser mais quase sempre não é. A nossa história humana é contada das mais diversas maneiras através de livros, educação, informações, noticiários, palestras, boca a boca e geralmente falam de coisas distantes de você o que permite interpretações pessoais ou de grupos de mesmo interesse.

A visão macro controla o ser ignorante, despreparado, mal informado, desalojado do conhecimento independente de sua condição econômica. A prerrogativa da ignorância não é só de pobres mais é de ricos, de brancos, de negros, asiáticos, de africanos, de sul americanos e por aí vai etc.

A visão macro pode nos dar em princípio uma suposta noção positiva ou negativa se analisarmos a história humana e suas possíveis consequências favoráveis ou catastróficas através de analises dos repetitivos resultados de fatos semelhantes ao longo de toda a trajetória humana.

Portanto tanto a visão micro como a visão macro tem suas vantagens e desvantagens, pois a visão macro permite controlar com mais facilidade a mente humana por estar cercada de mistério e por ser de difícil constatação e comprovação daquilo que nos passam porque não temos como comprovar tal fato nos passado através de informações que podem serem manipuladas, distorcidas, desviadas e mal intencionadas que nos fazem enxergar o óbvio mas não a real realidade ou intenção de nossos controladores.

A visão macro permite a deslealdade que dificulta enxergar os fundamentos que regem uma possível civilização mais avançada.

Assim temos que aguçar nossa visão micro sem descuidar da visão macro mais estarmos sempre com um pé atrás e vigilantes do que nos passam e principalmente observar os fatos repetitivos que temos de nossa história e qual foi o resultado que todas elas produziram e analisarmos para que possamos discernir o que foi positivo para o bem comum e para a humanidade e o que está girando sempre na mesma coisa sem produzir qualquer coisa que beneficie uma possível evolução (civilidade) da raça humana.

Publicado
Visualizações
184