FinALIDADE DAS VIDA Novo!

Finalidade da vida Quando tomei contato com os ensinamentos logosóficos, pude vislumbrar, através da sensibilidade, a sua grandeza e profundidade. Entretanto, jamais poderia imaginar a amplidão que esta Ciência encerra e a possibilidade de ir assimilando os seus ensinamentos e incorporá-los na minha consciência. Pela primeira vez, tomo contato com os ensinamentos transcendentes, o que me faz sentir estímulos de uma hierarquia bem superior aos comuns. O maior estímulo, como nos ensina a Logosofia, é o saber, que constitui a uma das finalidades da nossa existência aqui na terra. Com a finalidade de alcançarmos este desiderato, devemos reformular o nosso sistema mental e o sensível, selecionando os pensamentos, eliminando os preconceitos, as crenças e o mal que existe dentro de nós através da nossa própria redenção. Hoje tenho plena convicção de que esta Ciência não somente faz referência ao verdadeiro caminho que devemos seguir, visando alcançar a superação e evolução consciente, mas possibilita ao ser humano realizá-lo através de um processo de evolução, o que difere completamente de tudo que já foi "ensinado". Esta realidade me faz sentir, no íntimo, a originalidade da Logosofia, dos seus ensinamentos, em vinculação direta com a minha consciência além de uma grande alegria. Entendo que o ser humano somente consegue evoluir, conscientemente, quando começa a pensar por si mesmo, deixando de "pensar" e "sentir" o que os outros lhe inculcam, ao fazer uso da sua função de pensar. Com os estudos e prática desses conhecimentos, sinto que um novo ser começa a surgir no meu interno, apesar da violenta reação do velho ser, representado pelas paixões, pela personalidade e pelos preconceitos da velha cultura. Tenho procurado, então, alimentar a minha natureza superior que começa a desabrochar com um permanente contato com a bibliografia logosófica e um grande esforço para levar os seus ensinamentos à prática. Desses estudos tenho extraído muitos elementos que me têm possibilitado ampliar os conceitos, com os quais estou edificando uma nova vida, bem diferente da anterior. Essa realidade, comprovada pelas mudanças conceituais e de conduta e pela perspectiva de conseguir outras superações, atua internamente como uma fonte perene de estímulo na busca do saber. Tenho sentido a necessidade de corresponder a tudo de bom que recebo. E quanto maior é a consciência deste bem, maior é o meu anelo de retribuí-lo, porque a verdadeira gratidão surge da consciência que vamos tendo do bem recebido e à medida que o vamos levando aos demais. Com esses novos conceitos, vou eliminando o amor próprio e o egoísmo que levavam, e ainda me levam, antes com maior intensidade, a desacatar a lei de caridade. Sinval Lacerda Para maiores informações sobre a Logosofia e a Fundação logosófica: www.logosofia.org.br
Publicado
Visualizações
90