Exportando corrupção – Made in Brazil

Há quase 20 anos atrás, na  Africa do Sul, num depósito de material de construção vi pela primeira vez um produto – Made in Brazil.  Se não me falha o hard disk mental, era  marca Tramontina. 

Nos Estados Unidos, devido a menor distância e maior  intercambio comercial  é mais fácil encontrar  produtos Made in Brazil. Um dos  mais  populares  são os chinelos Hawaianas e Ryder.  Os calçados brasileiros são muito apreciados  país, mas as marcas nem sempre são as mesmas que há  Brasil, embora o fabricante seja o mesmo.

Obviamente, sendo  de dimensções continentais, é natural que  o Brasil seja  grande exportador de grãos e minérios.   Lembro me que lia há anos, que  o ex-presidente  Crustáceo  viajava para a Africa acompanhado  de uma comitiva  de  empresários principalmente da construção.   

Ainda nos tempos que  Sadam Hussein  reinava absoluto, a Construtora   Andrade  Guitierez  executava obras de grande porte no Iraque.  O que não imaginávamos é que o Brasil também exportaria  outro produto  –  a corrupção.

Conforme o desenrolar da Lava Jato,   que quanto lave mais  sujeira aparece,  os novos fatos são  expostos com detalhes.   As empreiteiras para garantir contratos  ofereciam  propinas.  Os detentores do poder de decisão não resistiam  a tentação. Não apenas aceitavam  como  solicitavam  ajuda  financeiras para seus respectivos partidos ou  engordar a conta bancária. Hoje o presidente da Odebretch se compara  com as próprias palavras, a um bobo da corte. Na verdade nós, contribuintes é que somos os verdadeiros bobos, só que fora da corte.

Outros beneficiários, ou supostos, também querem se passar por bobo. Um suposto   beneficiário  declarou não saber  porque, nem quem depositou certa quantia em sua conta na Suiça. Isto é fácil de resolver.  Retire o montante e invista em programas sociais, Como sugeriu Judas  quando denunciou disperdício de um caro perfume derramado aos pes de Jesus.   Porque que não vender e dar as pobres.   Proponho que o personagem em questão, faca o mesmo e doe o montante para obras sociais. 

Parece que a corrupção  está no DNA   do brasileiro  (sem ofensas!) mas há exceções.   Lamentavelmente a corrupção  não é problema exclusivo de Brasilia. Prefeituras, camaras de vereadores, assembleias estaduais  são laboratórios experimentais nesta área e até o guarda rodoviário volta e meia é surpreendido.

 De um ano para cá, não há um santo dia, desde que começou a lavagem, que não ouvimos as palavras – propina, empreiteira, partidos, fulano e sicrano preso,  seja delator ou delatado.

A maior empreiteira brasileira Odebretch não bastasse ficar famosa por seu Departamento de Operações Estruturadas,  o setor de propinas,   ultrapassou fronteiras e agora é objeto de investigação em países latino americanos onde tem negócios. O esguiço da mangeira  chegou  ao   Peru, Argentina, Equador e  Estados Unidos, etc.

Infelizmente a corrupção Made in Brazil está manchando a classe empresarial brasileira.   A fama dos brasileiros no exterior antes se resumia ao trio  inseparável  – Futebol, café e Carnaval. Deixemos um pouco as obras do cimento, e falemos sobre as obras da carne.

Depois  do fraco desempenho nas ultimas Copas,  a fama do futebol  brasileiro foi ofuscado, chegando ao ápice no famoso 7 X 1 contra a Alemanha. O café brasileiro  continua  favorito,  apesar da  insistente  concorrência colombiana.   

Quanto ao Carnevale, as opiniões se dividem. Depende do estrangeiro que der opinião a respeito. Fazem sinal de positivo com o polegar aqueles que admiram a  nudez alheia,  já que  não tem a oportunidade de ver o mesmo em seus respectivos países, seja pelas características climáticas ou morais.

Fazem sinal positivo, os que gostam de samba embora não entendam o idioma nem  saibam  dançar.    Aprovam os turistas   frequentadores  das  famosas praias cariocas onde   para praia de nudismo   é só uma questão de  milímetros de tecidos.  Fazem sinal positivo   os devotos dos desfiles da Sapo-cai e homens que vem ao pais em busca do turismo sexual. Uma coisa é certa -  Toda nudez será castigada, parafraseando a peça teatral escrita por Nelson  Rodrigues.   

Já os estrangeiros  conservadores dinossaurianos (em processo de extinção), o Carnaval é uma festa pagã, mundana  e  libertina. É consenso no  exterior  a opinião de   que  povo brasileiro é   comunicativo,  hospitaleiro e de fácil amizade.

Mas  a má fama também acompanha-nos.  No auge da febre imobiliária nos Estados Unidos, muitos  corretores de imóveis e contadores brasileiros forjaram documentos  em transações imobiliárias.  Quando o bolha explodiu o FBI bateu na porta deles. Alguns conseguiram pegar o avião antes mas outros  foram presos e posteriormente deportados. 

E os casamentos falsos para obter o Green Card?   Este é outro recurso  mentiroso que  os brasileiros embarcaram  e até encenam o beijo na  boca apenas para a fotografia.  Para obter o Green Card  muitos fazem loucura.  A liderança da igreja evangélica não pode  fazer vista grossa a esta farsa ideológica e moral, alem de ser crime gravíssimo.

Se a estatua falasse.

A estátua do Cristo Redentor foi recentemente votada um dos monumentos mais reconhecíveis no mundo, um dos pontos turísticos mais concorridos.   Parada obrigatória de todo turista  que visita o Rio de Janeiro.

Você já imaginou se  a estátua do Cristo Redentor pudesse falar?  Imagino um monologo mais ou menos assim -

-  Desde que me puseram aqui no alto do Morro do Pão de Açúcar,  estou com os braços abertos, esperando que voces voltem a casa do Pai e endireitem seus caminhos.  Vocês dizem que  são meus seguidores  mas não obedecem  minha Palavra.

Até quando vou assistir daqui estático,    a violência nas ruas,   favelas, becos e até estádios ?   Até quando  pobres e classe média  em queda livre,    gastarão  parte do salário  com aquilo que não é  pão para desfrutar 3 dias de alegria?     

Até quando  verei   crianças, que minha palavra  afirma pertencer o Reino de Deus,  abandonadas nas ruas  e   exploradas sexualmente?     Me honram  com os lábios,  e até carregam no pescoço minha imagem,  mas  nos desfiles homenageiam  meu opositor, Satanás.   Fiz até que o Belzebu pegasse fogo no desfile em frente a todas as câmeras,  mas vocês não entenderam o recado e continuam adorando meu adversário. Até quando  pecarão três dias consecutivos  e cobrirão  de cinza na quarta feira da hipocrisia crendo que estão limpos? 

Governadores e prefeitos esta  é para vocês.  Até quando  gastarão dinheiro público  em festas, enquanto nos  hospitais faltam remédios. 

Até quando   jornalistas vão se preocupar porque o prefeito evangélico não foi ao desfile de Carnaval  do Rio  ou porque não  entregou a chave  ao Rei gordo?   Tinha muitas outras coisas para dizer, mas é melhor parar. Vocês não irão escutar mesmo. Vocês apedrejam e matam os meus profetas.  Espero que voces mudem de atitude, caso contrário nos veremos frente a frente no dia do Juízo.  

Alguns justificarão  que o Carnevale traz   divisas para o pais   com o   turismo. Infelizmente  alguns  turistas não  retornam ao seu pais de origem como chegou..  Por engano do GPS ou ingenuidade  entram   em favelas onde são sequestrados e até   mortos  pelos chefes do trafico.   A   cada crime  desta espécie, a Cidade Maravilhosa torna-se   destaque nos noticiarios internacionais como  Cidade Pavorosa.  

Terminada a festa,  o mau cheiro, resultado da  cerveja  espalha pelos becos e escadarias.  A vida volta ao normal e com elas as  costumeiras reclamações.  A mesma ladainha todos os anos.

Os estrangeiros  retornam a seus pais.  Deixam  para trás  dólares e   mulheres grávidas, que se não optarem pelo aborto clandestino (ainda!), produzirão nova  safra de crianças bastardas perambulando pelas ruas.

Os amantes do Carnevale   torcem o nariz ao ver  ex-companheiros de desfile, convertido a fé evangélica.   Os  comentários do site  G1,  é uma verdadeira arena moderna onde digladiam-se evangélicos e mundanos , santos e profanos, quando o assunto escamba para o aspecto religioso.

Longe ser sermos profetas  de calamidades ou agoureiros, a Bíblia  aponta para o Juízo Final, quando todos, sem exceção, comparecerão diante de Deus para receberem a sentença. Quer  acreditem  os  amantes do pecado, ateus e religiosos hipócritas,  chegará o dia do  acerto final.

Obviamente alguns discordarão e nem chegarão ao final do artigo.     Talvez me  xinguem   ou   dirão  que cada um deve  cuidar de sua vida.   A historia apenas se repete.  Nada novo debaixo do sol, conforme escreveu Salomão. Os  primeiros discípulos da igreja foram aprisionados, agredidos e mortos por anunciarem a mensagem da cruz, contra o paganismo e idolatria.   Desculpe-me, mas este é o oficio do atalaia de Deus e  me considero um deles, embora  imperfeito.

Quase dois mil anos depois,  apesar das estatísticas oficiais do IBGE  (2010)  afirmar  que  64% se dizem cristãos,  é de se admirar como o paganismo e a idolatria  continue atuante. Felizmente  a Inquisição   é página virada   e temos o direito de publicar nossas opiniões sem  virar  churrasco santo.

 

Publicado
Visualizações
331
Votos
1