A camisa da empresa

Ainda tem sido um dilema qual deve ser a forma ideal de profissional. Na verdade, no mundo corporativo do novo milênio não existirá espaço para a pessoa que só saiba vestir a camisa da empresa.

Houve épocas passadas que íamos assistir a uma palestra e, o palestrista dizia: “vista a camisa da sua empresa, defenda seus valores, sua missão e visão”. No entanto, mudou-se de ótica. O lema agora é “sue a camisa da empresa”. Vá além das expectativas de seu superior. Dê o seu melhor. Faça mais do que sua obrigação. Tenha alto desempenho.

Uma das 16 lições que Napoleão Hill, autor do best seller Pense e Enriqueça deixou, quando pisava neste teatro social era – “faça mais do que aquilo que você é pago para fazer”. Nesta hora, essa advertência nos ensina que precisamos andar uma milha extra. Fazer mais do que o combinado. Alias, se você faz o que sempre fez, vai ter o que sempre teve.

Você perguntará qual conceito vale mais? O de ‘vestir’ ou o de ‘suar’? Deve-se considerar esse sem omitir aquele. Os dois conceitos continua valendo, nenhum dos dois perdeu a sua validade.

O executivo inteligente acredita que neste novo cenário, não existe espaço para funcionário. É preciso ser um colaborador, ou seja, ele precisa ter multifunções. Mas, isso não significa que ele precisa estar o tempo todo rotulado de tarefas, cheio de responsabilidades. Ao contrario, ser colaborador, ser um profissional de multifunções é ter a plena certeza que eu, como um profissional assíduo, preciso estar interligado, conectado, de mãos dadas com a empresa, para acompanhar seus passos. Preciso trabalhar em prol do crescimento da empresa que estou inserido. Estar integrado é essencial.  

As empresas contemporâneas tem fomentado esse dever do colaborador. O dever de colaborar. Agregar. Contribuir. Porque, funcionário é aquele tem uma única função. Aquele que faz o mínimo possível. Epidérmico. Superficial. Morno. Logo, ele está interessado em satisfazer os próprios interesses, os da empresa pouco importa.

Vale lembrar, o mercado de trabalho “vomitará”, lançará fora qualquer tipo de pessoa que tenha outra filosofia de trabalho, senão de “vestir” e de “suar”.

Publicado
Visualizações
34