10 dicas para tornar suas aulas mais atrativas

Os professores do Ensino Superior que ministram aulas no horário noturno possuem o grande desafio de manter a atenção dos alunos durante toda a aula, pois, são geralmente alunos que trabalham durante o dia e estudam a noite. Logo, se não tomar cuidado, o sono vem forte e acaba repercutindo no desenvolvimento das atividades.

Então, como manter a atenção dos alunos, de forma saudável? As próximas linhas serão dedicadas a tratar desta questão!

1-      Expor a importância do conteúdo

O papel do professor não é ficar fazendo loucuras para prender a atenção dos alunos. A atenção é gerada e mantida pela própria importância no conteúdo, no âmbito do curso. Por isso, o professor deve deixar bem claro o contexto daquele assunto que será dado naquele dia, ou seja, de que forma ele se conecta com o que foi visto anteriormente.Conteúdo fragmentado acaba desestimulando os alunos, portanto, crie conexões, contextualize, problematize! Assim, os alunos verão a importância do que será dado.

2-      Didática adequada ao perfil da turma

Cada turma tem o seu perfil! Cabe o professor saber entender o que chama a atenção, qual método é mais interessante naquele momento. Por exemplo, nem todas as turmas preferem o uso de slide show, mas sim, o uso do quadro e giz! Sabemos que a aulas por slides torna a exposição muito mais dinâmica e chamativa, porém, o mais importante é respeitar o gosto dos seus alunos.

3-      Apresentações resumidas no slide show

Ao falar de slide show, não podemos deixar de falar sobre a importância de conteúdos resumidos, ou seja, não coloque textos longos nos slides, pois isso é um enorme desestimulador visual para os alunos, e com certeza, eles irão dormir profundamente nas suas aulas!Faça uso comedido dos slides por meio da exposição de tópicos curtos, não textos! A sua exposição oral é que se responsabilizará pelo desenvolvimento do tópico. O slide é apenas um norte para os alunos, ele não deve protagonizar a aula, e sim, esse papel é seu e da sua voz!

4-      Fale pausadamente

Pode parecer uma dica muito “básica”, mas não é. Há muitos professores que acham que ministrar aula é falar o tempo todo, interminavelmente! Principalmente professores mais experientes. O problema é que esse modelo de aula é extremamente desagradável aos alunos, pois, a cada aula o aluno ficara desestimulado.Intercale momentos de fala com a participação dos alunos, para isso, é interessante você problematizar, sempre, o conteúdo! Fazer os alunos pensarem sobre o conteúdo é uma forma de estimulá-los!Não fale mais do que 20 minutos seguidos! Faça pequenos intervalos, apresente textos, imagens, chame os alunos para participar da aula.

5-      Atenção aos comportamentos inadequados

Não ignore certos tipos de comportamentos indesejados que as vezes acontecem em sala de aula. Chame atenção, converse com o aluno após a aula, e se for o caso, solicite auxílio da coordenação, pois, qualquer problema mais sério que acontecer, a instituição estava ciente, logo, você não será penalizado. Os alunos que respeitam os professores e possuem boa conduta, se sentirão extremamente valorizados e motivados!

6-      Atividades extra classe

Outra forma interessantíssima de motivar os alunos é modificar o ambiente de aula. Dependendo do curso e conteúdo ministrados, há excelentes locais que podem se transformar em salas de aula. Visitação em loco nas empresas, por exemplo, ver na prática como a teoria funciona é um motivador sem precedentes!

7-      Publique os trabalhos dos alunos

Uma ferramenta bastante interessante que podemos utilizar em sala é a publicação dos melhores trabalhos (artigos, por exemplo). Essa publicação pode ser feita de várias formas, mas a que mais gera motivação é por meio de sites/blogs. Qualquer um pode ter um site e alimentá-lo facilmente, basta pesquisar um pouco e encontrar um serviço atrativo e de fácil acesso aos alunos. Quando o aluno vê o seu trabalho sendo reconhecido, é uma excelente forma de estimulá-lo!

8-      Saiba o momento certo de tirar as dúvidas

Durante a explicação, é muito comum alguns alunos extremamente afoitos, interromperem a aula para alguma dúvida ou intervenção. Isso é ruim, pois, se a aula for interrompida várias vezes seguidas, o assunto não se desenvolverá de uma maneira tranquila, dificultando a atenção dos alunos, contribuindo para desestimulá-los.Antes de iniciar a exposição oral, avise aos alunos que as dúvidas serão tiradas após a finalização da explicação. Assim, você terá tempo suficiente para desenvolver a temática da aula sem maiores transtornos.

9-      Elimine outros estímulos

Uma cortina com cores chamativas, portas que fazem barulho, salas que produzem eco, barulho de carteiras arrastando, são exemplos de pequenas coisas que podem desestimular os nossos alunos durante a aula. Portanto, o seu trabalho é analisar o ambiente de aula e verificar se o mesmo encontra-se adequado para que você seja o único a chamar a atenção dos alunos!

10-   Equilíbrio na voz

Faça um uso equilibrado da intensidade da sua voz. Nem muito alta, nem muito baixa, pois, qualquer um dos extremos não só desestimula, como também pode causar irritabilidade. Se a turma for muito cheia, faça uso de microfones, pois, lembre-se que a sua voz é a sua principal ferramenta de trabalho, portanto, cuide bem dela! 

Fonte: www.professorboaratti.com.br

Publicado
Visualizações
1.400