O LEGADO

 Eu, começo este artigo, frisando um relato bíblico de um acontecimento histórico que deixa um aprendizado muito marcante para cada um de nós, vamos ao relato: Existia há muitos séculos atrás, um jovem chamado José. Esse rapaz despertava em seus irmãos a inveja descontrolada por quer ele era o mais querido de seu pai. Seus irmãos decidiram dar cabo de sua vida então fizeram assim; estavam todos reunidos no campo trabalhando, e eles tramaram a morte de José seu irmão mais novo, então seu pai mandou que José fosse ter com seus irmãos até o campo para ver como estavam, quando eles o viram, seus irmãos tiveram oportunidade de colocar em prática os seus planos, então agarraram seu irmão e jogaram-no em um poço, quando estavam conversando, decidindo, o que iriam fazer, avistaram uma caravana de medianitas que subiam para o Egito, então resolveram vendê-lo, ai se passaram dias, quando o jovem José chegou ao Egito foi vendido como escravo para um homem chamado Pótifar, que era capitão da guarda de faraó, este senhor o levou para sua casa e deixou tudo aos seus cuidados (espécie de mordomo). Mas a vida desse jovem não era fácil, a mulher do seu senhor, passava a maior parte do dia observando-o, até que um dia ela armou uma cilada para ele, ela tentou agarrá-lo à força, mas, quando o seu marido chegou em casa, ela disse que José, o escravo, tentou agarrá-la e forçou a se deitar com ela. O capitão da guarda mandou prender José, e lá ele passou determinado tempo, e José continuava obediente e dedicado em tudo que fazia, nesse mesmo tempo foi preso o padeiro e o copeiro, ambos dormiram e tiveram sonhos, eis que estavam muito perturbados com aquilo que sonharam, e José vendo que estavam diferentes, perguntou-lhes; o que estar acontecendo? O que tanto lhes preocupam? Um deles, o copeiro lhes disse que- “estava eu dormindo, e no meu sonho, sonhei que na vide tinha três sarmento e ela estava brotando sua flor, saia e seus cachos amadureciam em uvas, o copo de faraó estava em minhas mãos, e o tornava as suas uvas e as espremiam no copo de faraó, e dava o copo na mão do faraó”. Então disse José: - “Eis a sua interpretação, os três sarmentos são os três dias, dentro de três dias faraó levantará ao teu estado e darás o copo de faraó em suas mãos, conforme costume antigo quando eras o seu copeiro”. Depois de interpretar o sonho, disse – “ Lembras tu de mim”. Então vendo o padeiro que tinha interpretado bem o sonho, disse a José, - “ Eu também sonhava, e eis que estavam sobre minha cabeça três cestos brancos, e no cesto mais alto, havia todos os manjas do faraó, obra de padeiro, e as aves os comiam do cesto, sobre a minha cabeça”. “Então José disse, - Essa é a sua interpretação, os três cestos, são três dias, dentro de três dias faraó levantará sua cabeça sobre ti, e pendurará no madeiro e as aves do céu comerão a tua carne sobre ti”, e aconteceu que no dia do nascimento de faraó, fez um banquete a todos os seus servos e levantou a cabeça do copeiro e do padeiro, o copeiro fez tornar o seu oficio, ele deu o copo na mão de faraó, mas ao padeiro mandou enforcar como José havia interpretado. Depois do acontecido, o copeiro esqueceu-se de José, passaram-se dois anos, faraó teve um sonho que lhe perturbava muito e não tinha ninguém no seu reino que pudesse interpretar esse sonho, então o copeiro lembrou-se dele e disse ao faraó, “ Ó Rei que vive para todo sempre, quando eu estava no cárcere tinha um jovem por nome José que tem os espíritos dos deuses, ele interpreta sonhos” , disse o faraó, tragam-no a minha presença”, então trouxeram José à presença de faraó, e lhe contou o sonho, disse: Estava eu em pé junto ao rio e eis que subiram sete vacas formosas à vista e gordas de carne, e pastavam no prado, e eis que subiam do rio, após elas outras sete vacas feias à vista e magras de carne, e paravam junto às outras vacas nas praias do rio, e as vacas feias à vista de carne, comiam as sete vacas formosas à vista e gordas, então acordei, depois dormi, e sonhei outra vez e eis que brotavam de um mesmo pé, sete espigas cheias e gordas e eis que sete espigas miúdas e queimadas no vento oriental, brotavam após elas e as espigas miúdas devoravam as sete espigas grandes e cheias, então acordou o faraó, e eis que era um sonho” então José disse ai faraó, “Os seus sonhos são um só, as sete vacas formosas e gordas são sete anos de muita fartura, pois as sete vacas miúdas, magras e feias, sete anos de muita escassez e fome em toda a terra do Egito” por isso se viu nele tamanha sabedoria, e faraó tomou uma decisão de colocar o jovem José como governador sobre todo o povo, “Somente no meu reino tu serás abaixo de Mim”. O que me impressiona ver que um jovem que foi vendido pelos seus irmãos aos medianitas e chegou ao Egito como escravo, e foi vendido ao comandante da guarda do faraó e se tornar pelo decreto do Rei um governador de toda aquela província é mesmo um milagre de Deus. Enfatizando todo esse relato quero dizer que quando nós focamos certos alvos a serem alcançados em hipótese algum nos desviaremos deles por mais difíceis que seja essa caminhada sabemos que teremos que transpor caminhos tortuosos mas não nos rendemos pois o propósito estar a frente de nós olhar para trás sempre deixa-nos como muitas duvidas sombrias, rebeirando ao nosso derredor fazendo com que venhamos a desistir da nossa jornada, por isso amigos sair da caverna, ou até mesmo do buraco, nos trás um olhar mais abrangente de pensamentos críticos da realidade desse mundo em que vivemos sabemos que sem um conhecimento, empírico, acadêmico, ou até mesmo cientifico, tornar assim mais difícil, para quase tudo, pois o homem não conhece tudo, mas tem no decorrer de sua vida experiências que lhe dão sustentabilidade para prosseguir no campo emocional e profissional que escolhera. Como sempre falava um certo parlamenta, político brasileiro e já falecido, Dr Ulisses Guimarães, que dizia assim; “Navegar é preciso, viver não é preciso”. Então os jovens de hoje devem sempre lembrar que no inicio da caminhada sempre é dificultoso mas os pedregulho que ai estão, serão removidos do meio desse caminho, e colocados de lado, ai sim, poderá andar sem tropeçar em nenhuma pedra se quer. ASS: JOEL MARINHO MARICAUA

Publicado
Visualizações
787