Comentários (2)
Por

PARABÉNS PELA COLOCAÇÃO!
Vininha, você foi muito iluminada ao escrever sobre esse preconceito com os animais nas portas das Igrejas. De fato, os animais também merecem ser abeçoados e habitaram a terra e louvarm a o Deus da criação com a sua existência, a seu modo e dentro de suas imitações. A convivência harmoniosa entre as espécies vai além da religiosidade, chegando até a violência e criminalidade, pois segundo dados do FBI, todos os criminosos violentos iniiaram sua trajetória cometendo crueldades com os animais até atingir o ser humano. Assim, se as pessoas dentro da Igreja forem capazes de ter essa convivência, respeitar o animal, elas estarão sendo realmente religiosas. Não adianta orar, dar as mãos e sair da Igreja chutando um cachorro ou dando um passa fora em um gato, pois ele foram de Deus antes mesmo de nós sermos criados...PArabéns pela sua brilhante colocação! Nunca vi algo parecido sobre o tema na net. Também sou ambientalista e vou guardar com carinho esse artigo.
Por

Sra.
Este artigo de Vininha Carvalho, que apesar do mesmo sobrenome não é minha parente, foi o único artigo em português que achei na internet sobre animais e religiosidade e que me abriu as portas para uma pesquisa maravilhosa sobre o assunto. Parabéns, Vininha, por seu amor e luta em favor dos animais. E muito obrigada por ter escrito esse artigo.

Comentar Ver todos 2 comentários