Comentários (1)
Por

speed cameras
Sr. Zaneti concordo com tudo que o senhor disse a respeito das multas e suas conseqüências negativas. Primeiro vou me apresentar, meu nome é Roberto e fui durante 6 anos motorista de carretas no Reino Unido. Também aqui gostaria de salientar as conseqüências positivas que existem nas multas. Claro que, para onde o dinheiro das multas vai aqui no Brasil não sei...e também a forma como eles implantam as câmeras de velocidade eu concordo que seja irregular. Deveriam ser bem grandes e bem sinalizadas para exercerem seu papel positivo. Lembro de quando eu ainda possuía os vícios do nosso péssimo transito aqui, vamos chamá-los de “jeitinho”, e fui arriscar-me a dirigir em um país de primeiro mundo. Quando eu passei a 50mph na speed câmera de 40mph e minha primeira multa de 60 libras mais 3 pontos chegou eu senti aquele mal estar que todos sentem e realmente aprendi que a coisa lá é séria. A partir daí eu me reeduquei e absorvi uma nova forma de dirigir, que os ingleses usam. Ser cordial no transito; respeitar todos no transito; respeitar limites de velocidade bem como as leis ao pé da letra porque o negócio lá é sério. E não acho que os ingleses sejam super educados no transito por altruísmo, mas se forem como eu, e de acordo com a experiência de 6 anos que ganhei em viver lá eu acho que são, pelo menos a maioria, eles respeitam por medo das multas. Se não precisássemos realmente comparar os sistemas, mas tentar buscar apenas as coisas boas que funcionam nos países lá de fora talvez nós aqui pudéssemos ser tão bons quanto eles, com sistemas diferentes. Agora é uma verdade aquela coisa toda de que nossas estradas são horríveis, o IPVA não é usado nelas, gastamos muito com impostos dos carros etc etc e aquilo que nós sabemos...fora isso acho que as câmeras são boas. Gostei muito do seu artigo e aprendi muito com ele. Obrigado.

Comentar Ver todos 1 comentários