Explicação do que é o princípio da incausalidade

Imagine a extensão do infinito.

O tamanho do vácuo.

Tenha então uma ideia do que seja o vazio.

Como é constituído a anti-matéria.

Com efeito, o que é o nada a não ser.

A enormidade da inexistência.

Tente compreender a complexidade dos mundos paralelos.

Centilhões de centilhões deles.

Esparramados através do universo interminável.

Compostos por galáxias contínuas inexauríveis.

A realidade astrofísica dos mundos constituídos.

O infinito é o infinito. Sem forma.

O que sempre fora desde o princípio.

Quando o tempo não era o tempo.

Entretanto, o referido  nunca fora sua realidade.

O referido é uma invenção ideológica cultural.

Produto do mundo matemático.

Inventado pela a necessidade do domínio do homem pelo homem.

Reformulado pelo Estado como instituição política.

Entretanto, como deve ser explicado a origem de todas as coisas.

Quando no princípio existia tão somente o vazio.

O infinito era escuro e frio, sem energia.

O átomo ainda não era constituído.

O gelo em forma de água congela. 

Sofrendo revoluções químicas permanentes.

Trilhões e trilhões de anos.

Por um tempo incompreensível.

Transformou-se nas diversas formas de matéria.

Desse modo, nasceram os intermináveis universos paralelos.

Pelo mesmo mecanismo quântico.

As galáxias sobrepostas.

Controladas atualmente por energia de hidrogênio.

Nesse sentido que nada tem sentido.

Pois todas as coisas existentes surgiram do nada.

Por meio do princípio da incausalidade.

Não existiu uma causa propulsora da materialidade.

Muito menos da evolução da matéria.

Com efeito, a origem sapiens.

A alma simplesmente o desenvolvimento da  Cognição.

Pelo nascimento das cordas vocais.

Resultadas da adaptação bípede.  

A cognição  é confundida.  

Como  se   fosse espírito.

Tal equívoco leva a ideologia.

Como se deus existisse.

Todas as coisas em suas origens.

Remontam ao princípio do vazio.

Do que é entendido como o nada.

Com efeito, a essencialidade de todas as coisas.

Não se sustentam em nenhuma vontade coordenadora.

O mundo é o mais absoluto absurdo.

Edjar Dias de Vasconcelos.

Publicado
Visualizações
793