Comentário

Sim, a rua é pública, mas não é área de lazer

Comentários (150)
Por

★★★★★
A única solução!
Eles nunca vão parar se vocês não tiverem uma boa idéia. Use estratégias. Não precisa ficar reclamando, muito menos sair na mão com uma puta que pariu um animal é um viado que só tem mulher pra dizer que é homem. Observe os detalhes e pensem no que fazer sem precisar da polícia, pois nem a lei resolverá.
Por

★★★★★
O SEU DIREITO TERMINA ONDE COMEÇA O DO OUTRO
Entendo que a rua realmente é pública, é um bem de todos.A tranquilidade também é pública. O nosso direito termina onde começa o do outro. Quando as nossas atividades, qualquer que sejam elas, de trabalho ou diversão, perturbam os outros (vizinhos) que ocupam o mesmo espaço, dita o bom senso, que "quando um não quer dois não brigam", assim deveria ser, no entanto havendo um conflito, deveria, na medida do possível, procurar-se a paz por outros meios, como o diálogo. O vizinho que se sentir perturbado com crianças que jogam bola na rua, tomando boladas em suas portas, portões, grades ou veículos, bolas em sua propriedade, de forma insistente, convenhamos, ninguém merece. Entendo também que a polícia, nesse caso é um último recurso, e não o primeiro. Tenha coragem, bote a boca no no mundo, filme ou tire fotos com seu celular, mostre aos pais das crianças a sua indignação. Temos sim o direito de reter as bolas, que caem em nossos quintais e batem em nossos portões de forma insistente, mais como forma de provocar os pais que não querem vigiar os seus filhos e os não os querem por perto. Cabe ao poder público e aos condôminos criarem área de lazer apropriadas com segurança adequados a todos e, mesmo ao poder público, quadras com telas de proteção. Quando não conseguir por outros meios a tranquilidade desejada, não hesite, procure a Polícia Civil em uma Delegacia próxima, acione a Polícia Militar,e se for via pública até Guarda Municipal para fazer uma ocorrência formal.
Por

★★★★★
Ótimo artigo!
Concordo. A culpa é dos pais que não deram educação pro filho e não do atropelador em caso de acidente. Rua não é lugar de brincar sem fiscalização de um adulto, o que na maioria dos casos a criança brinca livremente sem nenhum limite e na frente da casa dos vizinhos. Cadê a empatia, que é se colocar no lugar do próximo? Ninguém gosta de gritaria e sujeira em frente sua casa não! E quando vamos pedir pra criança sair ou fazer menos bagunça, a mesma nos chinga com palavrões. Queridos pais, eduquem seus filhos, obrigada!
Por

★★★★★
A ´rua é pública, mas não é terra de ninguém
Aqui na cidade de Iapu (Leste de Minas Gerais) ocorre um fato inusitado que dura por cerca de 15 anos. A jogação de bola na frente da minha casa na rua Sebastião Barcelos, por vizinhos invenjosos do que temos, tenta desprezar-nos por termos boa vida e conhecimento dos nossos direitos. Temos o nosso sossego desrespeitado porque as autoridades não tomam providêcias nem a polícia, prefeitura nem o Conselho Tutelar. Os pais procriam como coelhos, mas não dá valores e educação nem ensinam a ter respeito com os outros. Bando de gente ignorante e sem noção, acham que o espaço é só deles e que a gente não tem vida privada. Se não existe lei, devemos ter arma em casa.
Por

★★★
rua é publica
a calçada é responsabilidade do morador e o trecho da rua em frente a casa ?

andre@rcplanejamento.com.br
Por

★★★★★
E onde não local para lazer?
Sim, seu jegue, de quantos bairros com quadras e/ou áreas destinadas à atividades recreativas ou esportivas estás falando? Acha mesmo que todos os bairros pelo Brasil à fora têm uma bela quadra ou um campo soçaite, salão de festa e outros igual aos que têm no condomínio onde você mora? Acorda! Como citado no seu artigo ridículo, estamos no Brasil! A desigualdade aqui é gritante, Na periferia ou em bairros desprovidos de áreas para recreação, o "meio-da-rua" e local sim, para eles brincarem, para de ser egoísta e põe a cabeça pra funciona com uma visão macro, não somente baseada no seu mundinho.
Por

★★★★★
Rua publica, é uma piada...
Boa noite, sou de São Paulo, todos os dias a frente da minha casa se torna um inferno, começa a tarde e vai até onze horas da noite jogando bola. São muitos palavrões, gritos, não consigo ouvir a TV. Meu marido tem problema de saúde. Batem a bola o tempo todo no portão fazendo muito barulho e se falarmos alguma coisa aí é pior, eles xingam a gente e ameaçam. No Natal até bomba jogaram na minha casa, não aguento mais e não tenho como sair daqui, é o único imóvel que possuo. Me ajudem por favor. Obrigada.
Por

Não aguento mais
eu tbm estou sofrendo com esse problema, e pior ja sinto que minha saude nao anda bem, esses dias minha pressao tem subido. estou construindo em outro bairro, de classe media alta, onde as crianças tem um local reservado para brincar, pois nao tenho prazer de ir pra casa mais.
Por

eu tambem passo por isso
na antonio neves no nakamura crianças acordam meio dia e vao ate duas da manha nao da barulho infernal
Por

BARULHO DE CRIANÇA NA RUA ( TARDE e NOITE)
BOA NOITE, ÓTIMO O ARTIGO,TRATA EXATAMENTE DO QUE VENHO SOFRENDO NA MINHA RUA. MUITAS CRIANÇAS BRINCAM DE BOLA ATÉ TARDE, GRITAM MUITO, XINGAMENTOS A TODO TEMPO, IMPOSSÍVEL PARA DORMIR OU VÊ TV. O QUE FAÇO PARA RESOLVER, JÁ PEDIMOS AOS PAIS,MAIS NADA FOI FEITO? A QUEM DEVO PROCURAR? QUAL ÓRGÃO? MINISTÉRIO PÚBLICO? CONSELHO TUTELAR? A PM JÁ FEZ RONDA NA RUA,MAS NÃO RESOLVEU. OBRIGADA

Comentar